Comparação entre populações de mulheres trabalhadoras com e sem filhos

Comparação entre populações de mulheres trabalhadoras com e sem filhos

Neste projeto, a cliente Letícia Barbano chegou com 3 objetivos esperados pela contratação da EJE. O primeiro era de conseguir um tamanho amostral para a aplicação de sua pesquisa nas duas populações de mulheres casadas ou que vivem em coabitação, que trabalham 40 ou mais horas semanais, com e sem filhos. Após coletar o tamanho amostral necessário, o objetivo era fazer análises para comparar o uso do tempo desses dois grupos com atividades cotidianas semanais, para ver se o fato de ter ou não filhos influencia nessa questão. Já para o terceiro objetivo do projeto, essas mulheres foram comparadas em relação à situação econômica e qualidade de vida no trabalho.

GráficoApós atingir o número amostral calculado de respostas para cada um dos grupos, para a primeira comparação em relação ao uso do tempo dessas mulheres durante a semana, foram feitos testes paramétricos para comparação de duas populações, além de análises descritivas dos resultados observados. As únicas atividades que concluímos que mulheres com filhos gastam, de fato, mais tempo que mulheres sem filhos, foram cuidado com idosos, higiene, religião e estudos.
Obs: Essas conclusões foram feitas através de testes estatísticos aplicados aos resultados do gráfico.

Para a última parte do trabalho, comparamos as mulheres em relação à classe econômica e satisfação e qualidade de vida no trabalho. Para isso, utilizamos testes não-paramétricos pela característica
dos dados e concluímos que mulheres com filhos, realmente estão em classes mais altas que mulheres sem filhos, mas não se diferem quanto à satisfação e qualidade de vida no trabalho.

Executores:
Amanda Torres
Juliana Argondizio

Orientadores:
Daiane Zuanetti
Gustavo Henrique de Araujo Pereira

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *